Week Tips#06 - Ferve em pouca água?

segunda, 24 agosto 2015 15:18

"Só retiramos o melhor do nosso talento quando estamos abertos à mudança." - Nolan Ryan, jogador de Baseball

 

As emoções são energia. O coração bate mais rápido e com mais pressão. O sangue flui depressa e a respiração acelera. São um sinal para lutar e correr perante a ameaça! Isso, se não paralisar… Nos dias de hoje quando pensamos em muitas coisas no trabalho interpretamos isso como ameaça, pressão, urgência e receio. Logo temos reações emocionais fortes. A chave é manter-se calmo sob pressão. Mas como?

Conheça os ‘gatilhos’ que o fazem disparar – tente perceber os razões que o levaram a perder o postura. Procure padrões, motivos comuns que o podem ajudar a compreender os seus ‘gatilhos’. Aquilo que faz disparar as suas emoções. Esteja preparado, antecipe e treine a sua mente. Quando aparecerem novamente terá a consciência e a capacidade para optar por reações mais ponderadas e eficazes.

'Compre óculos novos' - algumas reações nossas são impulsivas, e trazem com isso alguma interpretação pouco clara da realidade – isto é, as lentes com que olhamos para as coisas que nos rodeiam não deixam ver tudo. Procure mudar de óculos, trocar as lentes e não confiar à primeira nos seus impulsos. Trave-os, procurando novas perspetivas sobre uma situação. Coloque uns óculos novos e lembre-se que a segunda ou terceira ideia que nos vem à cabeça são, normalmente, melhores que a primeira.

Não tem ‘picado’ o balão? – às vezes pode ter um pavio grande demais. Está a acumular muitos problemas, muitas frustrações e nunca teve a preocupação de ‘esvaziar o balão’. Ele está cheio e com muita pressão. Tenha conversas honestas e abertas com outras pessoas em quem confia. Dê passos importantes e abra os canais de comunicação com pessoas chave, aquelas que podem alterar o estado atual das coisas. Partilhe, divida a pressão e sinta que desabafou. No final do dia desligue a cabeça destas preocupações. Amanhã é outro dia.

 

Relacionados

"É possível descobrir mais sobre uma pessoa numa hora de brincadeira, do que num ano de conversa." - Richard Lindgard

"Os maiores erros que eu cometi na minha vida, aconteceram quando eu estava excessivamente cansado para perceber o que estava a fazer." - Barack Obama

Inicie sessão