Week Tips#98 - Será que estou a motivar as minhas pessoas?

quinta, 20 outubro 2016 17:55

Mantenha o uso do erro no dia-a-dia... mas para crescer em conjunto

Certamente já ouviu estas expressões em algum lado - ‘sim mas o problema foi dele…’, ‘o problema não é meu… eu fiz a minha parte’; ‘nós mandámos a nossa parte, eles é que nunca mais responderam…’, etc..

As equipas devem construir sistemas com iniciativa e menos reativos. Ou seja, não esperar pelo problema, criando momentos de reflexão baseados em pequenos erros para que seja mais fácil antecipar problemas maiores no futuro. A ideia não é ter uma cultura que elimina o erro, mas que explora e aprende com o erro. Para isso há que ajudar as pessoas a sentirem que podem falar dos seus erros e dos erros dos outros. A sentirem-se capazes de ouvir e reagir de forma positiva quando alguém fala dos seus próprios erros. Mas para isso terão de sentir conforto e vontade de olhar para as suas falhas com o intuito de fazer melhor. Isto é, aceitar e expor a vulnerabilidade num clima de reciprocidade, onde hoje sou eu mas amanhã é o outro.

Um erro é humano. Repetir o mesmo erro é razão suficiente para se criar um procedimento novo ou treinar a equipa. Para isso mantenha ciclos de feedback semanais. Incentive um ambiente aberto onde as pessoas são capazes de ter e receber pensamento crítico dos outros. Faça acontecer algo diferente após essas reuniões. Celebre com a equipa os progressos na semana seguinte.

 

Relacionados

‘There are no facts, only interpretations.’ - Friedrich Nietzshe

"We bring together the best ideas – turning the meetings of our top managers into intellectual orgies." - Jack Welch, Ex CEO of General Electric

Inicie sessão